Programa Medicina da Família

O Programa Medicina da Família é pautado no conceito de Atenção Primária à Saúde, com objetivo de cuidar das pessoas visando a promoção da saúde e prevenção de doenças, agravos, sequelas ou óbitos. 

Estes casos vão desde as mais diversas ações de promoção da saúde como estímulo à atividade física e cuidados com a saúde bucal até o tratamento de doenças agudas e infecciosas, controle dos casos crônicos abordando os cuidados paliativos e de reabilitação.
 
Baseado em estudos que apontam que mais de 80% dos casos atendidos por um médico generalista são resolvidos na primeira consulta, a FAPES adota a Estratégia de Saúde da Família com foco em 100% dos beneficiários. A equipe é composta por médicos, enfermeiros e assistente social que podem ser acionados em caso de intercorrência clínica ou alguma necessidade social, fortalecendo a relação da equipe com o paciente e familiares dependentes. É colocar o paciente no centro do cuidado, com conhecimento sobre seu estado de saúde e orientações sobre como lidar com seus agravos.

Como participar?

As Portas de Entrada para acompanhamento no Medicina da Família são:

I) Consultório Médico: Cada beneficiário ativo, assistidos e dependentes, com foco no núcleo familiar, terão o seu médico generalista de referência.

 Além do médico, haverá um enfermeiro e assistente social referência para as famílias, com o objetivo de criar vínculo de confiança com os beneficiários e oferecer atendimento qualificado e com segurança.
 
A adesão e os atendimentos são gratuitos. Basta marcar sua primeira consulta com seu médico generalista. A partir do primeiro contato, cria-se o vínculo para que o paciente possa buscar seu médico para dúvidas e orientações evitando idas desnecessárias às emergências.

São em torno de 8 mil vidas atendidas. Os beneficiários recebem um cartão virtual do médico de sua região, do enfermeiro e da assistente social.

II) Equipe Clínica FAPES: A FAPES tem uma Equipe Clínica de médicos assistentes, própria e sem custos, para acompanhar os pacientes que internam pelas emergências da rede credenciada ou de forma eletiva para cirurgias. Todas as vezes em que um beneficiário precisa ser internado, o hospital entra em contato com a FAPES que aciona a equipe clínica. Ao longo da internação e ao sair de alta hospitalar, o médico da Equipe Clínica que acompanha o paciente, já orienta o beneficiário sobre quem será o seu médico generalista. Importante salientar que desde janeiro de 2019, todos os hospitais da rede credenciada já oferecem todas as especialidades médicas com cobrança em conta hospitalar, ou seja, o beneficiário não precisa mais pagar o médico particular.

III) Atenção Domiciliar: Os beneficiários FAPES contam com a assistência domiciliar para pacientes adultos e pediátricos com doenças crônicas ou psiquiátricas. A ideia é ficar no hospital apenas o tempo realmente necessário buscando minimizar riscos inerentes a uma internação hospitalar prolongada.

Modalidades para atender às necessidades individualizadas de cada paciente em domicílio:

1- Acompanhamento de caso clínico – Pacientes acima de 70 anos e/ou portadores de doenças crônicas com impossibilidade funcional de acesso à rede credenciada e que necessite de cuidados de terceiros, recebem visita médica, de enfermagem e assistente social em domicílio, além de serem monitorados pela equipe da FAPES. 

2- Desospitalização:
•    Para residência - destinado a dar suporte às necessidades individualizadas dos pacientes na transição do hospital para residência, com a segurança da manutenção da assistência.
•    Para Hospital de Transição Placi - quando o paciente precisa de cuidado intensivo e prolongado e/ou reabilitação, com a mesma segurança de um hospital geral mas num ambiente muito mais acolhedor.

3- Atendimento em Psiquiatria: Em parceria com a HORDUS Clínica Psiquiátrica, a FAPES oferece o atendimento aos pacientes com distúrbios psiquiátricos, seja consulta, urgência ou internação em domicílio.