Benefícios do Plano

O Plano Básico de Benefícios da FAPES prevê a complementação dos benefícios concedidos pela Previdência Social. O valor de complementação de benefícios é igual à diferença entre o salário-real-de-benefício e o valor do benefício pago, ou que seria pago, pela Previdência Social, observadas as condições regulamentares.

Conheça os benefícios do plano:

Auxílio-doença

Benefício complementar ao auxílio-doença concedido pela Previdência Social, em que o pagamento se dá a partir do 16º dia de afastamento por doença comprovada por perícia médica realizada pelo próprio INSS. O Plano administrado pela FAPES garante a complementação por todo o período garantido pela Previdência Social.

Carência: O participante precisa ter vinculação de, no mínimo, 12 meses consecutivos ao Plano PBB. No caso de doença preexistente, esse prazo é de 36 meses.


Aposentadoria

O Plano oferece complementação de aposentadoria, observadas as carências e as exigências que estão dispostas em seu regulamento. A aposentadoria pode ser por tempo de contribuição, idade ou invalidez.


• Pensão

Benefício pago ao conjunto de dependentes previdenciais, habilitados pelo INSS, do ex-segurado falecido.

Importante: os dependentes necessários (cônjuge, companheiro(a) e filhos de até 24 anos ou inválidos) que não tenham sido inscritos pelo participante até a data do óbito poderão fazê-lo por meio do Requerimento de Inscrição "Post Mortem".

Carência:  O participante precisa ter vinculação de, no mínimo, 12 meses consecutivos ao Plano PBB. No caso de doença preexistente, esse prazo é de 36 meses.


Pecúlio por morte
 

O pecúlio por morte consiste em um pagamento único, aos dependentes inscritos e habilitados, de uma importância em dinheiro, igual ao dobro do salário-real-de-benefício do participante falecido, acrescido do abono de aposentadoria, quando devido.

Quando inexistirem dependentes, o participante poderá designar quaisquer pessoas, exclusivamente para o recebimento deste benefício.

Na ausência de dependentes necessários ou pessoas designadas inscritas, o pecúlio será pago aos herdeiros, mediante alvará judicial.

Eventuais débitos relativos às despesas realizadas com funeral de participante e benefícios pagos indevidamente em razão de seu óbito serão descontados do valor correspondente ao pecúlio por morte.

Carência:  O participante precisa ter vinculação de, no mínimo, 12 meses consecutivos ao Plano PBB. No caso de doença preexistente, esse prazo é de 36 meses.

 

Auxílio-reclusão

Esse benefício é pago pela Previdência Social aos dependentes do segurado recolhido à prisão que não esteja recebendo remuneração da empresa nem em gozo de auxílio-doença, aposentadoria ou abono de permanência em serviço, desde que o seu último salário de contribuição seja de até R$ 1.212,64 (mil e duzentos e doze reais e sessenta e quatro centavos).

A complementação de auxílio-reclusão será devida ao conjunto de dependentes do participante recluso inscritos na FAPES, durante o período da detenção ou reclusão, e corresponderá à diferença entre o salário-real–de-benefício e o valor que seria pago pelo INSS.
 
Carência: 12 (doze) meses de contribuição à FAPES.