Estrutura da Gestão

InícioInvestimentosEstrutura da Gestão

Estrutura, Processo de Decisão e Controle

O Conselho Deliberativo, a Diretoria-Executiva e o Conselho Fiscal constituem o conjunto de colegiados que responde pela governança da FAPES e, respectivamente, aprova, executa e fiscaliza as diretrizes da Fundação.

A equipe da Diretoria de Investimentos - DIRIN desempenha as atribuições de planejamento, análise e operação dos investimentos. Essa equipe se dedica à implementação das diretrizes de investimentos aprovadas na Política de Investimentos, considerando o cenário econômico-financeiro, as condições de mercado e a demanda por recursos para a cobertura das despesas previdenciais e daquelas necessárias ao funcionamento da FAPES.
 
Vários grupos auxiliam o trabalho da Diretoria de Investimentos em seu dia a dia. São eles:
 

Comitê de Investimentos – COMIN

O Comitê de Investimentos – COMIN tem como objetivo prestar assessoramento técnico ao Diretor de Investimentos na gestão dos recursos dos planos administrados pela Fundação, especialmente no que se refere à análise de propostas de investimentos, considerando todas as diretrizes e as metas estabelecidas na Política de Investimentos e nos respectivos instrumentos de planejamento da Entidade, observadas as normas legais e regulamentares aplicáveis.

Para a tomada de decisão, são utilizados também estudos consolidados no Plano de Aplicações – PA, que têm como objetivo definir as propostas de atuação de curto e médio prazos nas classes de ativos. Para isso, são analisados os cenários prospectivos que levam em conta estudos da conjuntura econômica, assim como os comportamentos dos mercados.

De acordo com os limites de alçada e baseando-se nas recomendações do COMIN, os investimentos são realizados por decisão do Diretor de Investimentos, da Diretoria-Executiva ou do Conselho Deliberativo.

A coordenação do COMIN será exercida pelo Diretor de Investimentos. Outros executivos e técnicos da Diretoria de Investimentos poderão ser convidados para assessorar os trabalhos, em função dos assuntos a serem discutidos.

 

Administrador Fiduciário


Para a precificação dos ativos financeiros, a Fundação adota os procedimentos acordados com o administrador fiduciário, especializado na prestação de serviços para gestores independentes e clientes institucionais. A metodologia utilizada por essa instituição financeira está detalhada no Manual de Precificação de Ativos elaborado por ela e disponibilizado para a FAPES.

Este prestador de serviços torna disponíveis diversos relatórios de controle e de análise que são utilizados como fonte complementar de dados para elaboração dos relatórios produzidos pela Fundação.

A Intrag DTVM é a empresa contratada pela FAPES para prestar serviços fiduciários, que compreendem:
 

  • Responsabilidade legal pelos Fundos de Investimentos Exclusivos junto ao Banco Central, CVM e Receita Federal;
  • Controle diário de todas as movimentações de ativos realizadas;
  • Produção diária de relatórios de posição, movimentação e de despesas operacionais, segmentados por tipo de ativo e de risco;
  • Controle diário da exposição a Risco de Mercado (VaR , Stress Test);
  • Controle de Enquadramento Legal (adequação e cumprimento das políticas de investimento e normas regulamentares) diário dos fundos de investimento e da carteira própria;
  • Precificação de ativos;
  • Cadastro de Intermediários Financeiros.


Custodiante

O Itaú-Unibanco S.A. é o Custodiante dos ativos que compõem as Carteiras de Investimentos da FAPES. Dentre suas funções contratuais com a FAPES, merecem destaque as liquidações de Renda Fixa e Renda Variável e a elaboração periódica de informações da Carteira para efeito de informações para órgãos fiscalizadores.


Auditoria contábil independente

A FAPES contrata auditor independente responsável por emitir opinião acerca das demonstrações contábeis, considerando os procedimentos de revisão atuarial e de gestão dos investimentos, conforme legislação específica. Além disso, a Fundação elabora suas demonstrações contábeis semestralmente, aplicando sempre escopo completo no exame do auditor independente. Os fundos com gestão própria ou terceirizada também estão obrigados a realizar auditorias contábeis na forma da lei e da autorregulação da Anbima.


Controle de Risco

A FAPES controla o desempenho dos seus investimentos observando a classificação de risco, a liquidez, o prazo de vencimento, a exposição a mudanças nos mercados, bem como a concentração em determinados ativos, entre outros fatores.